RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

sábado, 9 de agosto de 2014

Governo federal planeja 107 mil passageiros no aeroporto de Feira até 2025


Glauco Wanderley

A secretaria de Aviação Civil da Presidência da República anunciou em matéria em seu site nesta quinta-feira (07) que os planos do governo federal são para que até 2025 o aeroporto de Feira de Santana transporte 107 mil passageiros por ano. Pelos números de 2013, este movimento colocaria o equipamento como o 60º em movimento no país.
O texto informa que serão realizadas ampliação da pista e de terminal de passageirose que os estudos para as obras foram feitos e o projeto está sendo elaborado. A Secretaria de Aviação Civil considera que o aeroporto é “estratégico para o transporte de cargas, pois o município é ponto de convergência de seis rodovias”.
Segundo o ministro da Aviação Civil, a aviação regional é prioridade da pasta. “Queremos que 96% dos brasileiros estejam a menos de cem quilômetros de um aeroporto em condição de receber voos regulares", revelou Moreira Franco, em audiência terça-feira (06) com o deputado federal Colbert Martins.
O deputado destacou que a proximidade com a capital pode desafogar o aeroporto de Salvador e as rodovias, pois as cargas deixariam de descer na capital para tomar o caminho do interior pela BR 324.

CONTRADIÇÃO

A matéria da Secretaria de Aviação Civil não menciona um impedimento que o próprio Moreira Franco relatou a representantes da sociedade civil de Feira de Santana (Associação Comercial, Centro das Indústrias, CDL e Instituto Pensar Feira), que estiveram esta semana em Brasília. O ministro informou que o aeroporto local não podia receber recursos federais para obras, porque está sob concessão para ainiciativa privada. O governo anunciou em julho investimentos de meio bilhão de reaispara obras em cinco aeroportos do interior baiano e o de Feira foi excluído.
A resolução do impasse jurídico, segundo o ministro está a cargo do governo baiano, que administra o aeroporto e celebrou há pouco mais de um ano o contrato em vigor com a empresa Aeroporto de Feira de Santana, que detém a concessão por 25 anos. Na época o governo federal não tinha anunciado o plano de investimento em aviação

Tribuna Feirense

Nenhum comentário:

Postar um comentário