RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

uma vaga na construção civil

Iraci Silva diz que não vai ter "medo do preconceito".
Curso é o primeiro promovido pelo Senai-AP para as mulheres.
Iraci Silva quer se profissionalizar (Foto: Cassio
Albuquerque/G1)
A professora Iraci Silva, de 41 anos, moradora do bairro São José, Zona Norte de Macapá, entrará em uma nova fase da vida profissional. A macapaense irá substituir os anos dedicados a educação infantil para se concentrar nas aulas do curso de pintura de obras e azulejista, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que iniciou nesta sexta-feira (15).
Iraci contou que nunca imaginou que um dia pudesse atuar na construção civil, mas quando soube que teria um curso na área resolveu participar.
"Na televisão eu via muitas mulheres trabalhando em uma grande construção e me deu vontade de querer fazer parte daquela equipe. Quero me profissionalizar e mostrar para muita gente que não é só o homem que tem capacidade de se destacar nesse setor. Não vou ter medo do preconceito", disse a aluna, otimista.
Segundo dados do Ministério do Trabalho, o número de mulheres na construção civil aumentou 65% em todo o país. O número equivale a 8% do total de profissionais da área.
Quem também vai fazer parte da turma é a dona de casa Neidiane de Souza, de 41 anos. A moradora do bairro do Muca, Zona Sul de Macapá, contou que sempre cuidou do serviço "mais pesado" em casa e diz que não vai ter medo de enfrentar o novo desafio.
"Meu pai é carpinteiro e aprendi muito com ele. Quero muito passar por esse curso para aprender mais coisas. Essa capacitação vai me ajudar a realizar meu sonho de me tornar uma arquiteta", declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário