RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Transexual diz estudar teologia para se tornar a primeira reverenda do Brasil; Igrejas inclusivas tem crescido no país

  No Brasil, atualmente existem aproximadamente 40 denominações com essa abordagem, sendo lideradas por homossexuais assumidos.

De acordo com informações do Yahoo!, a motivação dos fundadores dessas igrejas é oriunda de uma reação à rejeição do comportamento homossexual nas igrejas tradicionais.
O reverendo Nancy Wilson, líder da Igreja Cristã Metropolitana (ICM) afirma que os frequentadores das igrejas inclusivas não são apenas gays: “Hoje não só atraímos homossexuais como também quem diz: ‘Sou solidário a vocês na busca por mais compreensão religiosa’”.
Na ICM, a transexual Alexya Lucas Salvador afirma ter encontrado espaço para conviver e praticar sua fé: “Eu percebi que eu podia ter uma igreja onde podia ser eu mesma. [...] Me alegro por que posso dizer ‘venham, aqui tem uma casa para vocês’”, disse.
Alexya afirma estar estudando teologia para ser a primeira reverenda transexual do Brasil: “As igrejas cristãs vão ter de se abrir para a homossexualidade, para a transexualidade. Eu sei que eu não vou ver isso, mas estou fazendo parte deste processo”, acredita.
Uma das mais conhecidas igrejas inclusivas do Brasil é a Comunidade Cidade de Refúgio, fundada pela pastora Lana Holder.
A estratégia da denominação para atrair novos frequentadores se passa por reproduzir o ambiente que comumente é frequentado por seu público-alvo: as baladas.
Lana explica que nas festas “EletroGospel” realizadas na Cidade de Refúgio, bebidas alcoolicas não são permitidas: “O objetivo é que todos se divirtam com moderação. Somos cristãos e, portanto, contra qualquer promiscuidade”, pontua.
A expansão dessa modalidade de denominações tem preocupado a Igreja Católica, que assume postura abertamente contrária ao homossexualismo. Na visão de Bento XVI, a prática homossexual ameaça a família.
“Não há como negar a crise que ameaça a família em seus fundamentos – especialmente no mundo ocidental”, disse o Papa, ressaltando que o casamento entre homem e mulher é “o autêntico ambiente para se entregar o plano da existência humana”.
Gospe+Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário