RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

sábado, 23 de fevereiro de 2013


Homem interrompe reunião no Clériston pedindo socorro para a mãe

A mãe está internada, mas segundo ele, não recebe tratamento adequado



Glauco Wanderley
O desespero de um idoso que buscava um melhor tratamento para a mãe interrompeu por alguns instantes a reunião entre funcionários do hospital Clériston Andrade e o diretor de Gestão Direta da Secretaria de Saúde (Sesab), José Walter, que veio a Feira de Santana falar sobre a mudança de controle do hospital, que segundo determinação da Secretaria, passará a ser administrado por uma entidade privada, como ocorre no Hospital da Criança.

José Francisco de Jesus, 66 anos, sentou no auditório em meio aos funcionários. Ouviu a fala do líder do governo, deputado Zé Neto, e pouco depois que José Walter começou a falar, resolveu intervir, demonstrando desespero com o estado da mãe.

Ele contou que a idosa de 90 anos quebrou o fêmur e estava internada há mais de 20 dias, mas o hospital não dispunha nem de pessoal suficiente nem de material necessário à sua manutenção. "Minha mãe vai acabar saindo daqui dentro de um caixão", previu.

Quando José Francisco interrompeu a fala do diretor da Sesab um servidor foi convocado para retirá-lo e buscar uma solução para suas queixas. Porém, entendendo que as queixas do homem sobre a precariedade do atendimento no Clériston tinham relação com o assunto da reunião, os servidores protestaram pedindo que um microfone fosse dado a ele, o que foi feito.

José Francisco então afirmou que a mãe estava desde o dia anterior sem receber a visita de nenhum médico e que naquele momento ela estava passando mal. Ainda segundo ele, a família tinha que comprar comida, fraldas e dar banho, porque falta tudo. "Pra tomarem conta dela tem que adular", acusou.

O diretor José Walter admitiu que presenciava esse tipo de situação toda vez que ia ao Clériston. O discurso dele e do deputado Zé Neto foi justamente de que a terceirização (que o estado chama de publicização) vai melhorar a prestação de serviço. "O senhor está correto e vou tomar providência para resolver", anunciou. Em seguida o homem foi encaminhado a uma enfermeira e juntos foram para o interior da unidade, para que a reunião tivesse prosseguimento. Algumas outras ainda devem ocorrer até que o edital da terceirização seja publicado e a licitação realizada.

Tribuna Feirense

Nenhum comentário:

Postar um comentário