RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

domingo, 25 de agosto de 2013

Contra o lanterna Náutico, Bahia volta a vencer


Em casa o Esquadrão encontrou o caminho para colocar fim na sequência negativa no Campeonato Brasileiro. O Bahia recebeu o Náutico na tarde deste domingo (25), na Arena Fonte Nova e conseguiu a vitória por 2 a 0 sobre o lanterna da competição. Depois de um primeiro tempo pouco objetivo, o time melhorou na segunda etapa e marcou com Hélder, no belo gol de fora da área, e com o artilheiro da equipe, Fernandão.
 
Com os três pontos somados o Bahia foi a 23 e melhorou o posicionamento na classificação subindo para a sétima colocação, três atrás do G-4. Nada muda no que já era muito ruim para o Náutico e o time segue na lanterna, com apenas oito pontos marcados depois de 14 jogos.
 
O Esquadrão tem pela frente duas partidas contra a Portuguesa. No meio da semana o time recebe a Lusa na Arena Fonte Nova no jogo de volta da primeira fase da Copa Sul- Americana. Quarta-feira (28), às 21h50. Já no próximo sábado (31), às 18h30, o segundo duelo é válido pela 17ª rodada do Brasileirão. No mesmo dia e horário o Náutico recebe o Atlético Paranaense na Arena Pernambuco.
 
O jogo 
 
Início de jogo melhor para o Bahia depois que a bola rolou na Arena. Já nos primeiros minutos o Tricolor mostrou mais posse de bola, se armou melhor, mas mostrava pouco volume de finalizações com perigo na área do goleiro Berna. A primeira investida que ameaçou o Timbu, aos dois minutos, foi o cabeceio de Fernandão depois do escanteio, que quase acabou na rede, mas a bola passou acima do gol.
 
 
As chegadas tricolores já não eram das mais perigosas e o esquema recuado do Náutico dificultava ainda mais as finalizações na área. Para fugir da marcação os lançamentos laterais também foram utilizados pelo Esquadrão, mas quase nenhum perigo chegou ao gol de Berna, mesmo assim. Uma mostra da falta de capricho foi dada aos 18', quando Fernandão se antecipou no cruzamento para a área, não conseguiu finalizar, Wallyson pegou a sobra, chutou forte mas errou a mira.
 
A falta de produtividade seguiu até os minutos finais do primeiro tempo e os times partiram para o intervalo com o placar zerado e devendo mais dedicação, acerto no passe de bola e objetividade para chegar ao ataque e finalizar com perigo.
 
No reinício do jogo na Arena o Bahia voltou e passou a mostrar a mesma superioridade na posse de bola. Mais objetivo, o Tricolor trocou passes na área do Timbu, na marca dos 4, Wallyson recebe a atrasada de Fernandão, chuta forte, mas mandou por cima, contabilizando a primeira finalização da etapa. Não demorou dalí até que o Esquadrão encontrasse o caminho do gol e ele foi uma pintura de Hélder que realizou a missão. O volante percebeu o espaço, mandou a bomba da intermediária e acertou o canto superior do gol de Berna.
 
 
 
Em vantagem no placar, Tricolor volta um pouco o jogo, dá espaço para o Náutico e espera para dar o bote no contra-ataque. A receita deu certo com a defesa tricolor bem postada e enquanto isso, no ataque, o poder de infiltração do time melhorava. A prova demorou, mas veio aos 32' minutos, quando Fernandão aproveitou o levantamento na medida, feito por Wallyson, e completou certeiro de cabeça.
 
A vantagem favorecia o esquema de jogo Tricolor, que continuava segurado as poucas investidas do Náutico e aplicando o contra-ataque. Nos minutos finais ainda apareceu a chance para Obina, que entrou no lugar de Fernandão, marcar, mas ele demorou no chute depois de receber no centro da área, e mandou em cima da zaga.
 
 
Bahia 2 x 0 Náutico - 16ª rodada - Campeonato Brasileiro - Série A 
Data: 25/8/2013, 16h 
Local: Arena Fonte Nova, Salvador 
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ) 
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Broney Machado (PB)
 
Bahia: Marcelo Lomba; Madson, Demerson, Lucas Fonseca, Raul; Fahel, Rafael Miranda (Diones), Hélder; Marquinhos (Feijão); Wallyson, Fernandão (Obina). Técnico: Cristóvão Borges
 
Náutico: Ricardo Berna; Auremir, Leandro Amaro, João Filipe e Bruno Collaço; Elicarlos, Martinez, Derley (Maykon Leite) e Tiago Real; Jones e Olivera (Jhonatas Beluso). Técnico: Jorginho.
 
 
Fonte: Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário