RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Operário mata o chefe depois de ser suspenso


Tribuna Feirense

Alegando que foi humilhado e suspenso na frente dos colegas, o auxiliar de pintura Franklin Moreira de Oliveira Silva, 23 anos, matou o chefe a tiros. O acusado foi mandado para casa mais cedo. Buscou um revólver e no fim do expediente matou Laércio Araújo de Jesus, 38 anos, encarregado na fábrica de urnas funerárias São Gonçalo, no CIS (Centro Industrial do Subaé), no Tomba.

Laércio foi morto com vários tiros na cabeça, dentro do carro em que ia para casa, no bairro Subaé. O crime foi praticado com um revólver 38 que o assassino adquirou no shopping do crime de Feira de Santana, a feira do rolo nos fundos do SAC (ele também tinha um 32, adquirido em outra feira, a da Estação Nova).

Depois de matar o colega, a valentia de Franklin se acabou e ele resolveu fugir para a casa da avó, em Minas Gerais. Quase conseguiu, mas a polícia usou a inteligência. A Civil descobriu que ele havia comprado a passagem e pediu ajuda da PM. Juntos foram em perseguição ao ônibus interestadual, capturando o fugitivo na BR 116 Sul, na altura de Milagres, apenas quatro horas após o delito.

Depois de preso, o operário procurou justificar-se. "Ele estava me ofendendo na frente dos colegas. Fiquei com o sangue quente, fervendo". Franklin alegou que foi chamado de burro. Autuado em flagrante, deverá ser encaminhado nesta quarta-feira (21) para o presídio de Feira de Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário