RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Relatório Rodovias federais registram 8.375 mortos em 2013

Um relatório elaborado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) indica que ao longo do ano cerca de 8.375 pessoas morreram em estradas federais e mais de 38 mil condutores acusaram excesso de álcool no sangue, reporta em exclusivo o Globo.
Rodovias federais registram 8.375 mortos em 2013
Apesar do reforço de policiamento e da implementação da Lei Seca, o número de mortos nas estradas brasileiras parece não diminuir. O relatório elaborado pela PRF informa que os maiores dias de risco para conduzir em rodovias federais são os feriados.
O mesmo relatório coloca em 8.375 o número de mortos nas estradas em 2013. No mesmo ano foram registrados cerca de 185.877 acidentes dos quais resultaram pelo menos 103.075 feridos.
A PRF informa ainda que 38.079 condutores foram flagrados dirigindo sob o efeito de álcool, dos quais 11.668 acabaram presos.
É um aumento considerável em relação a 2012 que registrou perto de 32 mil pessoas conduzindo com efeito de álcool e desses 8.701 ficaram presos. A PRF avisa, no entanto, que o aumento do número de flagrados e presos não significa um aumento de condutores embriagados nas estradas.
Em 2012, a média de testes realizados por cada motorista alcoolizado era de 20. Em 2013 esse número duplicou.
A Polícia Rodoviária Federal avisa que seguindo esse trajeto, o número de mortos nas estradas pode chegar aos 50 mil, ou seja, uma média de 20 a 25 vítimas mortais em acidentes por cada 100 mil habitantes. Uma média bastante superior à europeia, que baixa esse número para sete

Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário