RÁDIO ARQIVO5

http://streaming29.hstbr.net/player/radioarquiv

sábado, 12 de junho de 2010

Copa do mundo

Bruno Freitas


Em Rustenburgo (África do Sul)


Capitão Gerrard abriu o placar para a Inglaterra no início do jogo
Jogadores dos EUA vibram com o gol de empate feito por Dempsey
Brasileiro Carlos Eugênio Simon mostrou seis cartões amarelos

VEJA IMAGENS DA PARTIDA


Buraco: Defesa dos EUA se abre em jogada inglesa e deixa Gerrard avançar livre para marcar
Que fase: Goleiro inglês Green deixa bola escorrer por suas mãos e leva 1º 'frango' da Copa
Segurança: Heskey escapa atrás da zaga e aparece na frente do gol dos EUA, mas Howard defende
O inglês Robert Green jamais vai esquecer do dia 12 de junho de 2010, do sábado frio de Rustenburgo quando teve possivelmente a principal falha de sua carreira. Num chute despretensioso de Dempsey da intermediária, o goleiro do West Ham deixou a bola escorrer pelas suas mãos, no lance que definiu o empate entre Inglaterra e EUA por 1 a 1 na primeira rodada do grupo C na Copa do Mundo.
O ‘frango’ é um instante quase mítico do futebol. A expressão clássica que identifica uma falha clamorosa de um goleiro mexe com a história do futebol quando é relata para descrever um lance.
Nos clipes de internet destinados ao futebol, ele é quase tão numeroso quanto às seleções de golaços. Neste sábado, o jargão genuinamente brasileiro ganhou um novo personagem: Green.
A Inglaterra de Fabio Capello havia mostrado força de favorita no duelo logo aos 3min do primeiro tempo, quando Gerrard aproveitou um buraco na defesa norte-americana para avançar com a bola na área e marcar na saída de Howard.
Repleto de ingleses, o estádio Royal Bafokeng na pequena Rustenburgo começou então a lembrar alguns dos ‘alçapões’ famosos da Premier League, comemorando a vantagem parcial.
Do banco de reservas, vestindo terno, o astro David Beckham ajudava seus companheiros com palmas, já que não pode jogar a Copa, em razão de uma lesão.
Mas ainda antes do intervalo veio o lance que consagrará Green na Inglaterra por anos, com o chute de esquerda de Dempsey, quase sem força para chegar ao gol, no primeiro ‘frango’ que a Copa da África do Sul testemunha.
De Wayne Rooney, grande estrela do English Team, nada de especial saiu no empate por 1 a 1. A não ser por um chapéu em um adversário, em lance já invalidado pela arbitragem correta do brasileiro Carlos Eugenio Simon.
Assim, os EUA mantêm a invencibilidade em Copas diante da Inglaterra, em confronto de países de relações históricas tão íntimas.
Antes do duelo deste sábado, o almanaque de Mundiais registrava a vitória norte-americana por 1 a 0 em 1950, em jogo em Belo Horizonte, considerado um dos resultados mais surpreendentes da história da Copa do Mundo. Os ‘inventores do futebol’ seguem sem vencer no confronto entre os dois times.

Nenhum comentário:

Postar um comentário